Vendas de comércio eletrónico aumentaram 14,3% em 2014

Por | 1 Jul 2015 | Notícias | 0 comentários

As vendas de comércio eletrónico B2C aumentaram 14,3% no mercado europeu em 2014, atingindo os 423,8 mil milhões de euros. O sector voltou, assim, a crescer a dois dígitos, apesar da ligeira quebra face ao ano anterior. Portugal acompanhou a tendência de subida acima dos 10%.

Os dados são revelados pela associação Ecommerce Europe no novo European B2C E-commerce Report 2015, compilado pela GfK, e indicam ainda que, das vendas registadas, 51,1% do valor foi gasto em produtos e os restantes 48,9% em serviços.

Considerando apenas os 28 países da União Europeia, há a apontar um crescimento similar de 13,7%, para os 368,7 mil milhões de euros. Para 2015, e em toda a Europa, as previsões apontam para uma subida dos valores na ordem dos 12,5%, com um volume de negócios de 477 mil milhões de euros.

A quota do eCommerce face ao PIB europeu continua a crescer. Considerando que esta taxa se elevava a 1,27% em 2009, no final de 2014 situava-se nos 2,45%. Espera-se que essa participação cresça ainda mais acentuadamente nos próximos anos, provavelmente atingindo cerca de 6% em 2020.

Outro indicador da importância do comércio eletrónico na economia europeia é o número de sites B2C, que cresceu de forma considerável comparativamente ao ano anterior, de 650 mil para 715 mil.

O volume de empregos criados diretamente e indiretamente em redor do eCommerce, calculado em perto de 2,5 milhões, também mostra atual do peso do sector, numa importância que deverá continuar a aumentar.

Reino Unido mantém liderança

Tal como no ano anterior, o Reino Unido foi o maior mercado em 2014 na Europa, com as vendas a crescerem 14,7%, traduzidas em 127,1 mil milhões de euros. A uma distância maior ficam agora a Alemanha, que cresceu 12,3%, para os 71,2 mil milhões, e a França, com 11,2%, para os 56,8 mil milhões.

Em termos de regiões, a Europa Ocidental é a mais representativa, com um volume de negócios em eCommerce de 208,1 mil milhões de euros, representando perto de metade das vendas eletrónicas B2C europeias.

A Europa Central contribuiu com 106,5 mil milhões, registando uma quota de mercado de pouco mais de 25%. No geral, a Europa Central e a Europa de Leste foram as regiões que cresceram mais, com a Rússia na liderança no que diz respeito aos países, que já está em quarto na lista dos mercados com maior volume de negócio em vendas online.

Fonte: rmelectro.com

 

Categorias de Artigos